sexta-feira, janeiro 30, 2009

Leituras que fazem mal.

Sempre ouvi dizer que ler é bom, que nos oferece cultura e outras coisas que tal.

Ora e quando a leitura nos faz mal?? Pois é!

Passo a explicar: estava eu um destes dias a desfolhar na cama antes de ir dormir uma revista daquelas ditas do coração, muito instrutivas que me informam "quem gosta de quem", quem casou com quem", "quem usa o vestido mais piroso", e essas coisas que não contribuem para nadinha mas entretem a "bista", quando vejo uma reportagem de uma certa criança com 1 ano de vida que no momento estaria com os seus pais (o pai é aquele giraço do Tiago Monteiro, ex-estrela da Formula 1, com a jeitosa da Diana Pereira, modelo de profissão), coitadita, a dar os primeiros passos na neve (na Suiça, claro que a de cá não presta) e que infeliz, muito infeliz, só ainda tinha feito 25 viagens de avião!!!
Pois eu que estava a pensar em ter uma bela noitinha de sono, fiquei logo irritada, frustada, com palpitações e com um nerboso miudinho, a pensar nas grandes injustiças desta vida.
Ora para além de ser filha de um casal lindo e rico, quando chegar aos 25 anos, já deve ter voado pr'ai 500 vezes e já ter dado várias voltas ao mundo, tá maliiiiiiiii!

Tenho que mudar de leituras, é o que é porque o livro actual que me entretem, acho (também)que não me vai levar a lado nenhum (ou seja ao encontro de uma gaijo bom assim como o Tiago) embora tenha feito com que sorrisse de várias vezes. :-)

quarta-feira, janeiro 28, 2009

Apaixonada!

Estou apaixonada!

Completamente "caidinha"!

Irremediavelmente!

Fui arrebatada e sem saber muito bem como!

Agora os meus dias mudaram, em vez de ir para casa á noite actualizar a minha colecção de series e de filmes, ou então perder-me no meus blogues preferidos e imaginar quem está lá do outro lado, subo 2 andares e vou até lá mas para me perder de amores...

E aqui está o "objecto" do meu mais recente desejo.


Olá!! Eu chamo-me "Luna", e tenho 2 meses.

Diz que sou uma mistura entre Caniche e Podengo e diz também que sou muito fotógenica.

Pareço um boneco de Peluche ás vezes, mas sou bem real, gosto muito de dar lambidelas e também de mordiscar os dedos das pessoas, e tudo o que me aparece á frente (inclusive aqui o pijama com que o meu dono está vestido).
Tenho uma casinha mto fofa (tal como eu) e ás vezes dá-me para me armar em equilibrista e saltar para cima dela (o pior depois foi descer).


Adoro adormecer ao colo da minha dona adoptada por mim, que me vem visitar todas as noites e ás vezes faço estas figuras.

Gosto particularmente das camisolas quentes e daquelas partes assim, como digo, ali entre as mamocas, é que tá-se tão bem ali, que quando me colocam ao colo adormeço logo. De vez em quando estico-me um pouco , espreguiço-me para me ajeitar e quanto mais me agarram e dão beijinhos mais me aconchego.

E sabem o que diz a minha dona "emprestada"?

Que adora me vir visitar, que adora correr atrás de mim, adora rir quando eu faço travesuras, mas qua adora principalemente o momento em que me coloca ao colo e eu adormeço ali, ofereco-lhe uma sensação de paz e de bem estar tão grande, porque lhe mostro que mais importante que ele gostar de estar comigo é eu gostar de estar com ela, e que se sente quase como se estivesse a embalar um bébé da sua propria especie, e esse momento mágico vale por todos os dias maus que passa com grande frequencia.

Ah, e diz também que está a ficar mto carente e uma lamechas do caraças mas que isto é devido ao facto de já não ir para nova e portanto, voçês que a aguentem aqui pelo tasco dela que eu quero é continuar a brincar por ai e por aqui e a disfrutar da minha juventude.

:-)












terça-feira, janeiro 27, 2009

E assim ainda mais de repente..

...era isto mesmo que me apetecia!!
E o meu chefe ia junto, tipo package de "tudo incluido"!!
(não resisti a partilhar este mail que me enviaram :-).

segunda-feira, janeiro 26, 2009

Assim de repente...

...apetecia-me estar aqui, eu e a Sierra Nevada as duas em plena comunhão...


Ou então sentada aqui neste banquito...

Mas não, estou por aqui no local de trabalho á mercê de um chefe despota, me que usa como escudo para levar os embates que ele próprio deveria levar por accões mal conduzidas ficando eu envolvida em jogos de poder e em situações muito desagradáveis em que acabo por levar por "tabela" sem culpa nenhuma.

Francamente abomino gente que não assume o que faz, que esconde a cabeça debaixo da areia, ou pior que passa a responsabilidade das suas acções menos bonitas para os outros.

Chefes que são chefes só de nome, que não "velam" pelos seus funcionários, que "velam" apenas pelo seu bem estar proprio, que falam , falam , falam, mas que só tem garganta e que não mostram a sua autoridade quando é necessário.

Abomino pessoas "escorregadias" que nunca se sabe de que lado estão, que não são justas e muito menos imparciais. Abomino pessoas que abrem a boca para dizer mal, mas nunca para elogiar, abomino pessoas a quem eu penso que me posso agarrar quando preciso, que preciso que lutem por mim, que me façam sentir que não estou só neste mundo laboral quando sou injustiçada mas que apenas que me fazem sentir que talvez começe a ser altura de procurar um novo local, um local onde as coisas podem correr menos bem, mas onde me sinta respeitada como pessoa (porque aqui não há lei do retorno, há o "dar" sem ter qualquer reconhecimento em troca.)

Porque não existe nada pior (quer no campo laboral quer no campo pessoal) do que sentirmos que não nos respeitam minimamente.

E posto isto, vou almoçar porque uma boa refeição ainda é um dos maiores prazeres que tenho e que me dá animo para acreditar que um dia, um dia ainda sou ser valorizada e respeitada por muitas pessoas porque eu sei o que sou e eu sou muito mais do que esta gentinha de ##%%&&/ que me rodeia!

E que nunca mais oiça alguém a dizer que os Funcíonários Públicos é que são so "maiores"!.

(e vou talvez fazer um postzito ali no blóguio das biagens , porque isso sim, ajuda-me a esquecer que tudo o resto existe)

domingo, janeiro 25, 2009

You made my day! (last Thrusday)

To you all!

To taken time from your own time to brighten my day!

(e sim, já deixou de chover, sim e hoje até fui me meter nas confusões que costumam ser a Bolsa de Turismo de Lisboa, para espairecer e sonhar com novos destinos porque viajar é definitavamente algo que me alegra alma.

P.S. Deixei comentários para cada um de voçês na caixinha de comentários do post anterior, vão até lá...;-))







quinta-feira, janeiro 22, 2009

Feeling blue.

E num dia em que a minha alma está em ferida, em que as lágrimas teimam em querer cair como as gotas de chuva que caiem lá fora, fiquei extremamente sensibilizada com este texto.
Hoje queria apenas me aninhar no colo de alguém, sem palavras, sem explicações, sem sermões sem nada, apenas encostar a minha cabeça no ombro de alguém, porque assim saberia que alguém lá estava para mim nem que fosse por um minuto, sim um minuto faria toda a diferença.
Poderemos ter uma vida bem sucedida, um bom carro, um emprego estável, mas nada, nada se compara a ter um amigo com "A" grande, nada se compara aos afectos,ao saber que somos importantes para alguém.
Ás vezes penso que trocava tudo só para ter perto de mim alguém assim...
Dar o nosso ombro custa tão pouco a quem oferece e faz uma difrença tão grande para quem recebe.

(eu sei miga que vai dizer que estás aí, mas estás tão longeeeeeeeee fisicamente e tanta coisa ás vezes se passa por aqui "all at the same time".)

quarta-feira, janeiro 21, 2009

Temos sempre razão!


E prontos, de modos que é assim e começo a gostar muito desta Sra. chamada de "pontuação". :)







terça-feira, janeiro 20, 2009

A criança que existe dentro de mim. :-)




Look at me
You may think you see
Who I really am
But you'll never know me
Every day, is as if I play my apart
Now I seeIf I wear a mask
I can fool the world
But I can not fool
My heart
Who is that girl I see Staring straight back at me?
When will my reflection show
Who I am inside?
I am now
In a world where
I have to
Hide my heart
And what I believe in
But somehowI will show the world
What's inside my heart
And be loved for who I am
Who is that girl
I see Staring straight back at me?
Why is my reflection
Someone I don't know?
Must I pretend that i'm
Someone else for all time?
When will my reflection show
Who I am inside?
There's a heart that must
Be free to fly
That burns with a need
To know the reason why
Why must we all conceal
What we think How we feel
Must there be a secret me
I'm forced to hide?
I won't pretend that i'm Someone else
For all time
When will my reflections show Who I am inside?
When will my reflections show Who I am inside


(eu já disse que serei sempre uma eterna criança e que isso me sabe muito bem??
E que adoro os filmes da Disney, as musicas da Disney, estas letras que dizem muito de mim, e que já estive na Disney em Paris 2 vezes e que que lá voltava sem hesitar??? Anyone with cildren?? I will take them with me, just call me ;-)))

My last films part 2.

Uma mistura deliciosa de pessoas, sentimentos, confusões, tipicamente Woody Allen , confesso que adoro este Sr. e nunca me canso dos seus filmes.
Gostei de :
- Revisitar a cidade de Barcelona (saudades, tenho que lá voltar, e a Osga, Miss Precious tão bem retratada :-)
-Os dialogos em espanhol do casal Jarvier-Penelope (senhores, que casal "caliente" dentro e fora da tela!!!)
- O charme do Javier Bardem (que homem, Mon Dieu!!!
100% carnal, como diz uma certa menina de um certo blog que costumo cuscar)
E tudo e tudo...vejam, assistam mesmo que não apreciem Woody Allen porque vão passar um belo bocado...:-).


segunda-feira, janeiro 19, 2009

As palavras que ficam por dizer.

E ainda sobre o acidente de avião na passada semana nos States dei comigo a pensar...

Provavelmente por razões várias, aquelas pessoas nunca vão ter a oportunidade de mostrar de alguma forma o quanto estão reconhecidas, agradecidas pela pericia daquele piloto.
Que sentirá uma pessoa que tem "na mão" a vida de tantos e que perante um acidente consegue o que ele conseguiu?? Quantos ás pessoas teriam com certeza dificuldade em expressar o que lhes vai na alma, se pudessem ter a possibilidade de estar com ele, uma a uma...
Mas não vai ter e muitas vezes o mesmo acontece conosco, assim como já aconteceu comigo, que estive num situação de vida ou morte e fui literallamente salva por uma pessoa de familia, (de uma situação muito má), que estava lá no dia certo, na hora certa, no momento certo.

Eu tive a oprtunidade que não foi dada a estas pessoas mas nunca lhe demostrei o quanto fiquei grata por aquilo que ele fez. E isso é mau, embora tenha sempre essa oportunidade, ainda.

Porque não dizer na altura própria e certa e imediata, aquilo que nos vai na alma aqueles que nos saõ mais queridos?
É que ás vezes poderemos não ter uma segunda oportunidade por variadas razões...

sábado, janeiro 17, 2009

Perdida!

Lost for him...;-)
Diz que este Sr. hoje faz anos e Meu Deus o que eu era capaz de fazer para lhe dar o respectivo beijinho de parabêns!!!!

(como é bom poder ter devaneios..!)

Que rica TV!


As coisas a que eu assisto enquanto estou com o rabo assolapada no sofá cá da casa (ouvi primeiro na TVI, depois li por aqui).

E dizia o tipo na TV "se começar a ver a sua vida desfocada é melhor mudar para descafeinado".

Ora agora pergunto eu, desfocada , desfocada não, mas a andar para trás a grande velocidade, isso já vi! Será que o café dito café (maldito vicio, que me leva a trocar as pantufas pelos sapatos, para ir á rua de propósito logo pela matina quando estou em casa) provoca estagnação da vida, ou pior a dita andar para trás , qual carro em marcha atrás? (mas com muito mais velocidade do que esta manobra perigosa??)

Não me digam que tenho que largar as chips e agora também o coffe!


Pode ser que algum iluminado lá das Universidades me leia por aqui e me descanse os neurónios (ou não...).

sexta-feira, janeiro 16, 2009

E hoje...

...vai tudo á frente.
Pois é, tenho como um dos meus grandes defeitos ser uma pessoa de extremos e ter de ter opiniões algo radicais sobre alguns assuntos, e por vezes abstenho-me de posts mais "acesos".
Mas o tasco é meu, ( e hoje apeteceu-me isto, pronto!) quem gosta de me ler vai continuar a gostar, quem gostava pouco a modos que deve existir por aí muito tasquito muito menos laemechas e muito mais cor de rosa do que o meu, portanto está á vontade para se mudar de "poiso".
Portanto cá vai:
Existem assuntos traduzidos em posts pela blogosfera que me fazem "fernicoques" (acho que acabei de inventar um grande palavrão), e um deles é o "viver sozinho".
Ora bem, dizem certas pessoas que viver sozinho é "que está a dar"; digo eu que não em absoluto.
Vamos por partes: "passa-se" a viver sozinho a partir de 2 situações: ou porque se saiu da casa dos pais ou porque se acabou um relacionamento; eu faço parte da segunda situação.
Para aqueles que fazem parte do primeiro grupo, a coisa é muito gira: os pais não chateiam mais, o quatro é só nosso (para quem tem irmãos), entra-se e e sai-se de casa á hora que se quer, tem-se a tão deseja "independencia".
Agora meus amigos, para quem já viveu em comum a coisa é muito diferente.
Vejo o pessoal a dizer "ah e tal, é tão bom viver sozinho: o comando é só meu, a Tv é só minha, entro e saio á hora que quero, levanto-me á hora que quero, janto qd me apetecer" e mais, dizem que será por isso por terem medo de perder essa "independencia" que será dificil encontrarem alguém com quem passarem a viver para o resto da vida (namorado, marido).
E penso eu "Meu Deus, esta malta para além de ser 100% egoista, tem pouco menos do que a minha idade, mas parecem ter menos 15 ou anos do que."
Sim, porque não interessa se temos a mesma idade ou não do que nós o que interessa é a experiência de vida que já temos, os "pontapés que já tivemos", as vezes que já caimos.
Só se dá valor a qualquer tipo de situação menos boa, quando já se passou por ela, porque quase contrário as pessoas são na sua grande maioria completamente insensiveis.
Mas voltando ao assunto...
Eu digo-vos as "vantagens" de se viver sozinho:
- Viver sózinho é se viver num prédio já "idoso" onde para juntar á sua idade, as pessoas que nele habitam tem todas mais de 60 anos (logo, não tenho a quem pedir ajuda qd necessito)
(e não, não tenho dinheiro para vender esta casa e mudar-me para outra)
- Viver sozinho é ter tido a felicidade ou infelicidade (porque já ás vezes já nem sei o que pensar) de o nosso pai ter comprado um andar no mesmo predio onde ele e a mamy viviam, quando era eu era adolescente, para mim, mas entretanto ele falecer (qd eu tinha 17 anos) e eu ficar com a minha mãe (que eu adoro) 3 andares acima de mim, mas que é super dependente em termos emocionais porque já tem 75 anos e só tem uma unica filha, e que todos os dias me vem fazer uma visita (normalmente é ao serão), sempre todos os dias, durante todo o ano ( e na grande maioria das vezes, eu não tenho paciência nem para ma "aturar" a mim..).
- Viver sozinho é ter um frasco em cima da mesa cheio de doce, apetitoso, apetitoso, querer tanto um bocadinho daquela maravilha em cima do pão , mas não conseguir abrir de maneira nenhuma a poracia do frasco e ter que o levar para o emprego porque não se vai pedir isso a ninguém do predio que já é tão velhote.
- Viver sozinho é ter um problema de tonturas, crónico, que "aparece" qundo se anda mto cansado e com muitos nervos por causa de uma vida que por vezes deixa de fazer muito sentido, acordar assim, não se conseguir por em pé e passar o dia inteiro sentada no sofá, cheia de fome, porque não quero incomodar a minha mamy que vive lá em cima, mas que por acaso tem a doença que reina no seu lado da familia e que tem o nome de linfoma (acho que ela já tem muito com que se preocupar, apesar de de felizmente viver "bem" com ela).
- Viver sozinho é chegar a casa, dia após dia, ano após ano e ninguém lá estar para nos receber , para nos dar um abraço, para nos aquecer a casa em dias de "frio polar".
E bem, poderia estar aqui todo o final de semana de dizer exemplos de como é "bom viver sozinho".
- O comando é só meu?? É sim, senhora! E com quem rio com uma comédia, com quem partilho a opinião se o filme é bom é ou não?
- Saio e entro á hora que quero?? Claro..e saio muitas vezes com que destino, com quem??
- Faço jantar ou não se me apetecer?? Claro..e quem aprecia ou diz mal da refeição que fiz?? Diz após dia, um unico prato em cima da mesa, como é bom!
- O quadro caiu da parede, o carro tem um probelma?? Ah, não há probelma, chama-se o paizinho, o irmão! E quando não há paizinho, nem irmão, nem irmã, nem avô, avó e os tios e primos moram a 100 kms de distância???
Moral da história: este post está uma desgraça de lamechas, pois está, mas é apenas um desabafo e com isto queria mostrar que existem pessoas que não tem a minima noção da realidade, vivem num mundo de faz de conta onde o que interessa é a individualidade e o egoismo.
Diz aqui uma vizinha de blogs, que a felicidade só faz sentido se for partilhada e essa é a realidade. Não temos necesariamente que dividir uma casa com um homem, (se bem que temos dele algumas coisinhas que não temos de mais ninguém ;-) ), mas temos se queremos ser felizes temos que dividir uma casa, uma vida com alguém, seja uma amiga, seja uma irmã, sejam quem for, nem que seja uma animal doméstico (e perante o que sinto cada vez a possibilidade de vir a ter um torna-se cada vez mais provavel) .
Não me venham falar em individualismo, porque ser sózinho, viver sozinho pode ser muito giro, dar uma ideia de nós muito modernaça, muito apelativa para com os outros, mas é uma seca, uma tristeza. Falem-me em partilha, em amizade, em amor, em menos egoismo.
E façam o favor de serem felizes e já agora de terem um bom final de semana :-).


quarta-feira, janeiro 14, 2009

Anyone...??

Estou completamente viciada em escrever por aqui, e em ler alguns bloguios que por ai andam que são autênticas perólas, e não tenho tempo porque o trabalho não me dá tréguas.
Estou também viciada noutra coisa que não tem tem nada a ver , mas que me tem feito perder tempo e dinheiro: lençóis térmicos , pois então, desde que os descobri que só quero é ir depressa para a cama á noite, e não quero outra coisa lol. Só tenho vontade é de deitar fora todos os outros e comprar meia duzia destes.
Mas agora que comecei a pensar em compras, para além de lençõis ontem passei em frente a uma loja da Swatch e também tive ganas de comprar a loja toda! Será que estou doente ou será efeitos atrasados da TPM, manifestada através de estes acessos consumistas?

terça-feira, janeiro 13, 2009

Maldita TPM

Alguém é capaz de me explicar assim de uma maneira mais ou menos fácil e cientifica ao mesmo tempo (eu sei, duas permissas incompativeis), porque é que me farto de chorar um dia antes desta coisa chata chegar??
É que ontem chorei de uma maneira alucinada (bem, fizeram-me uma cena xatinha, xatinha, daquelas que doeim), mas caramba, nem eu percebia porque estava assim, parecia que o mundo ia acabar ou que me tinham acabado de dizer que tinha uma doença fatal.
Já não me bastava chorar quando vejo um filme de amor acabar bem, chorar quando vejo o E.T (só o vi na versão mais actual, quando era grandinha e chorei tanto na sala do cinema que até estava com vergonha, sai de lá com uma dor de cabeça que durou vários dias) e agora tenho dias certos no mês para a choradeira???
Ai, a minha vidita!
Vês, Joanissima, porque é que preferia ser homem??? ;-)

My last films - Part 1.

Um filme de e para mulheres, que embora não sendo o melhor, transmite uma mensagem muito importante; que por vezes é necessessário "bater" no fundo, é preciso algo acontecer de muito mau, para "abanarmos", para nos mostrar quem somos, o que realmente queremos da vida e como o conseguir. E ao consegui-lo, ficamos de bem conosco e melhor com os outros.
Gostei e recomendo, embora esteja muito longe da qualidade de outros filmes de "mulheres", mas fez-me pensar no final, e esses os que me deixam a "matutar" são os que mais gosto. :-)

"Seven Ponds", é um filme potente, muito "pesado", mas de uma beleza extraordinária, um filme que nos mostra que existem pessoas extaordinárias na vida, do mais altruista que se possa imaginar e que por vezes estão mesmo ao nosso lado. Fosse isto sempre transposto para fora da tela e a vida de todos nós seria muito mais bonita. Numa palavra, adorei!

















segunda-feira, janeiro 12, 2009

Porque gosto!

Desde que comecei a ouvir esta musica na Tsf (e desconhecia que ela existia), que não me sai do pensamento.

Primeiro porque esta junção entre dois artistas com estilos de musica que nada tem a ver um com o outro está mto bem conseguida a meu ver, e em segundo lugar porque esta letra (a parte que ele canta) diz-me muito..muito...mesmo.

Mas eu tento, e continuo a tentar interiorizar as palavras dela...

Fica a partilha. (façam "pause" no outro player, quando for para escutar este)


(Boss Ac)
Não me resta nada, sinto não ter forças para lutar
É como morrer de sede no meio do mar e afogar
Sinto-me isolado com tanta gente à minha volta
Vocês não ouvem o grito da minha revolta
Choro a rir, isto é mais forte do que pensei
Por dentro sou um mendigo que aparenta ser um rei
Não sei do que fujo, a esperança pouca me resta
É triste ser tão novo e já achar que a vida não presta
As pernas tremem, o tempo passa, sinto cansaço
O vento sopra, ao espelho vejo o fracasso
O dia amanhece, algo me diz para ter cuidado
Vagueio sem destino nem sei se estou acordado
O sorriso escasseia, hoje a tristeza é rainha
Não sei se a alma existe mas sei que alguém feriu a minha
Às vezes penso se algum dia serei feliz
Enquanto oiço uma voz dentro de mim que dizÂ…

(Mariza)
Chorei,
Mas não sei se alguém me ouviu
E não sei se quem me viu
Sabe a dor que em mim carrego e a angústia que se esconde
Vou ser forte e vou-me erguer
E ter coragem de querer
Não ceder, nem desistir eu prometo
Busquei
Nas palavras o conforto
Dancei no silêncio morto
E o escuro revelou que em mim a Luz se esconde
Vou ser forte e vou-me erguer
E ter coragem de querer
Não ceder, nem desistir eu prometo

(Boss Ac)
Não há dia que não pergunte a Deus porque nasci
Eu não pedi, alguém me diga o que faço aqui
Se dependesse de mim teria ficado onde estava
Onde não pensava, não existia e não chorava
Prisioneiro de mim próprio, o meu pior inimigo
Às vezes penso que passo tempo demais comigo
Olho para os lados, não vejo ninguém para me ajudar
Um ombro para me apoiar, um sorriso para me animar
Quem sou eu? Para onde vou? De onde vim?
Alguém me diga, porque, me sinto assim?
Sinto que a culpa é minha mas não sei bem porquê
Sinto lágrimas nos meus olhos mas ninguém as vê
Estou farto de mim, farto daquilo que sou, farto daquilo que penso
Mostrem-me a saída deste abismo imenso
Pergunto-me se algum dia serei feliz
Enquanto oiço uma voz dentro de mim que me dizÂÂ…

(Mariza)
Chorei
Mas não sei se alguém me ouviu
E não sei se quem me viu
Sabe a dor que em mim carrego e a angústia que se esconde
Vou ser forte e vou-me erguer
E ter coragem de querer
Não ceder, nem desistir eu prometo...
Busquei,Nas palavras o conforto
Dancei no silêncio morto
E o escuro revelou que em mim a Luz se esconde
Vou ser forte e vou-me erguer
E ter coragem de querer
Não ceder, nem desistir eu prometo..



sábado, janeiro 10, 2009

Dilema de um dia gélido.



Entre ir sair, aos Saldos e gastar umas lecas ou ficar aqui a gastar dinheiro sentada no sofá a aquecer a casa, que teima em se manter nuns belos de uns 8 graus no quarto e de 10 na sala (e para aquecer e manter tem que estar ligado o aquecimento de dia e de noite?), que devo fazer?

Acho que vou pela primeira hipotese, ao menos venho mais feliz e aqueço-me sem precisar de gastar dinheiro com isso.


Vou aqui , ali, e já venho, espero que a carteira e os pés se aguentem á bronca!!! :-)

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Arrefecimento Global.

Passeio a Bragança e arredores, Natal de 2006



Hoje, Janeiro, em Lisboa, em baixo o meu bólide quando a ele cheguei ás 9.00 da manhã.

Flores no meu local de emprego

Na bomba de gasolina do Relógio



quarta-feira, janeiro 07, 2009

Devaneios.


Diz que...

"No Artifical or GM produts" (que será GM??)
"Suitable for vegetarians"
"Gluten Free"
"Trans fat free"

E diz mais tudo em inglês, claro, que é uma lingua "fina" direccionada para a fauna que "habita" este tipo de lojas:
"It's not unusual for a potato to be dug by the morning and made into chips at lunchtime (pois, que me parece muito bem, tudo muito rápido e eficiente).

Ora não sei se alguma destas coisas é verdadeira, mas o que que sei é que perdi a cabeça para saciar o meu vicio de chips a toda a hora e instante: entrei numa loja Gourmet e pimba, lá se me sairam 3.25 aérios do bolso.

E outra coisa também sei: que são mta boas, e que da porta da loja aqui a minha casa (qualquer coisa como 2 ou 3 kms), já elas tinham ido quase todas á vida (esta combinação de queijo cheddar e cebolinho, vai-me levar á falência, ai vai!

E prontos, é isso, em vez de estar a aquecer os pés debaixo das mantas nesta noite fresquita já há um belo par de horas, estou aqui a debitar uns disparates.

É a vidinha de um viciado/a :-)).

terça-feira, janeiro 06, 2009

Para desanuviar...

...que a coisa por aqui tem andado assim a modos que mais p'rá parvoeira...



(este video faz-me quase ir ás lagrimas de tanto rir ;-)

segunda-feira, janeiro 05, 2009

A saga de ser roubada 2 vezes (em 7 partes, extenso portanto!)


Sim, que uma só não chegava!

Ora bem, a história passou-se assim:

1º - Último fim de semana antes do Natal; a cabeça não andava lá muito boa (acho que nesse dia até me fartei de chorar e tudo antes de..), e que ideia tenho eu??
Ir apara o Colombo fazer comprar de Natal, num Colombo apinhado como nunca tinha visto na vida (ah e e tal , a crise blá-blá-blá.).

2º- Compro uma coisa, guardo a carteira; logo a seguir entro numa loja apinhada de pessoal; distraio-me e daqui por 5 minutos "sinto" logo a mala mto mais leve.
Tinha acabado de roubada, pela primeira vez na vida!

3º Entro em desespero puro e duro; tinha lá tudo, carta de condução, dinheiro, cartão de crédito, documentos do carro, B.I, cartão Multibanco, e azar dos azares, andava com o cartão da Optimus da minha mãe, carregadinho de euros pq lhe queria oferecer um telémóvel no Natal.
Acabo por andar ás voltas dentro do centro Comercial, a pensar o que teria que fazer em primeiro lugar e consigo racionar que tenho que ir para casa o mais depresa possivel para cancelar o cartão de crédito, já que ali não tinha dados nenhuns nem nºs de telefone.

4º- Vou para casa (nem sei como conduzi até lá numa 2ª circular ainda mais a abarrotar de people) e trato do que havia de tratar a maldizer tudo e todos e a dizer que o Natal que já andava moribundo , para mim tinha morrido de vez!

5º - Domingo, another day; Deus ou o meu anjo da guarda está lá sempre em cima a velar por mim; sou acordada por um telefonema do Colombo, a carteira afinal estava lá, numa determinada loja. Lá vou eu novamente para o Colombo, afinal estava lá (tinha sido encontrada lá na parte de fora da loja), toda remexida, sem dinheiro nenhum (os filhos da $&&!"#$, até 2 moedas hungaras que tinha trazido cmg de recordação de Budapeste me levaram, nem viram que aquilo de nada valia, os idiotas). Mas felizmente do mal o menos, a documentação estava lá toda.
E que faz aqui a idota da Euzinha?? Vai logo enfiar o cartão do Multibanco no primeiro estaminé que lhe aparece sem ser o do Banco respectivo ( e havia lá um).
Resultado: á primeira , o cartão é engolido! E porquê?? Porque claro , os tipos já tinham feito 2 tentativas para sacar dinheiro.
Rogo pragas ainda maiores, e continuo sem dinheiro e sem maneira de resolver o assunto.

6º- Segunda feira; visita ao Colombo novamente na esperança vã que alguém caridoso me tirasse o dito cujo da máquina, e ida ao meu banco e ao outro banco.
Que não, que aquilo era só retirado pelo pessoal da Segurança que enviariam para o banco e que dps enviaram para mim e quando??
Ah e tal, Natal e Ano Novo, mais de 15 dias seguramente!
Ah, ok e vem esse ou tenho que pagar outro?? Ah, se não quiser esperar paga já um, e vai mais cedo para casa senão espera pelo outro não paga e demora mais tempo.
Ok, então vou esperar !

7º - Ultima sexta feira, dia 3 de Janeiro; chega o cartão a casa, com aspecto de novo e a dizer "o seu novo cartão"! Ah e Pin?? Pin não há, será novo, será o antigo??
Próxima Segunda, hoje?? Novamente para o banco!
"Pois, minha senhora, é efectivamente novo (ó Sr. mas eu fiquei á espera do antigo!!???) e até já lhe foi debitada o valor de um novo cartão e tudo, está a ver aqui???"
Ok!! É o que voçês quiserem, sinceramente!


Epilogo:
A primeira resolução do ano, qual vai ser????
O dinheiro todinho guardado debaixo do colchão, pois então!

domingo, janeiro 04, 2009

E ontem perdi-me de amores por...

...e perdi conta ás calorias metidas para o bucho, aqui.
Ele foi, saladinhas várias como "entradas", gambas cozidas, queijinhos, tudo entremeado pelo meio com um pátozito com um puré de castanhas divinal, um arrozinho de carangueijo, mais uma picanha com tudo a que tive direito e para saida um pudinzito de abóbora, com doce da dita cuja (aqui já metade ficou pelo caminho, que a barriga estica mas não estica até ao infinito).
Tudo num sala enorme para grupos, debaixo de claustros, com uma mesa enorme e cadeirões estofados até á cabeçita em que sensação que se tem é de ser ser rainha por um dia.
Excelente comida, bom estacionamento, preços super simpáticos e melhor do tudo, excelente companhia com muitas risadas á mistura.
Quero mais dias assim, mas por favor com menos comidinha, senão terei que começar a ir ao gym todos os dias sem excepção, "fazer piscinas" até á exaustão e não me está a apetecer nadinha (pois, é inverno e tal..:-).

sexta-feira, janeiro 02, 2009

Lack of inspiration.


Sabemos que o Ano é realmente Novo quando olhamos no dia 1 para a rua, a partir da janela de casa, e vemos que a loja do Chinês que habita mesmo em frente ao nosso prédio afinal não abriu portas (e sim, eles abrem portas todos os dias, até no dia de Natal estão abertos!!)


(Sim, sim, eu sei que que não estou nos melhores dias quanto a inspiração e outras coisas que mais (entrar o ano com o pé esquerdo e saber que a culpa foi nossa ainda piora mais a situação), portanto vou ali enfiar-me no nevoeiro, e talvez volte quando ele passar.)