sábado, dezembro 23, 2006

Feliz Natal!!

E porque estamos quase na noite de Natal, e porque o tempo é cada menos e porque vou me ausentar durante a semana entre o Natal e o Ano Novo e só voltarei aqui lá para dia 30 0u 31, queria desejar:

- A Todos que passam por aqui sempre, aos habitués...
- Aos que só passam de vez em quando...
- Aos que já conheço, e que gostei de conhecer...
- Aos que ainda não conheço mas gostava de conhecer (Lurdes, Blondie, Sofia etc, etc)

A todos voçês um Belissimo Natal, com muita saude, dinheirinho, alegria e muita felicidade no vosso sapatinho.

Deixo-vos com 2 coisas: a minha árvore Natal que tanto trabalho me deu a fazer eheheh (esta é para ti , Silvia ;-);

E cá vai um "presentinho" para todos , já que sei que muitas pessoas não sabem, de certeza:

- Para quem tem TV Cabo na semana de 24 a 31 de Janeiro, o Telecine vai transmitir em canal aberto, mesmo para que não tem box. Portanto aproveitem que vai ser uma semaninha cheia de bons filmes.

quarta-feira, dezembro 20, 2006

Manual para quem sai á noite. :-)

Este manual pode salvar vidas!!!!!!!!!!!!!!! Por favor use-o.

Causas, efeitos secundários e soluções possíveis derivados do consumo de álcool:
1. Sintoma: Pés húmidos e frios.
Causa: Estás a agarrar o copo com um ângulo incorrecto.
Solução: Vai virando o copo até a parte aberta ficar virada para cima.

2. Sintoma: Pés quentes e molhados.
Causa: Já te mijaste.
Solução: Procura a casa de banho mais próxima e seca-te.

3. Sintoma: A parede à tua frente está cheia de luzes.
Causa: Caíste de costas.
Solução: Posiciona o teu corpo 90º em relação ao chão.

4. Sintoma: Tens a boca cheia de beatas de cigarros.
Causa: Caíste com a fronha dentro do cinzeiro.
Solução: Cospe e enxagua com um bom gin tónico.

5. Sintoma: O chão está desfocado.
Causa: Estás a olhar através de um copo vazio.
Solução: Enche o copo!!!

6. Sintoma: O chão está a mexer-se.
Causa: Estás a ser arrastado.
Solução: Pergunta ao menos para onde é que te estão a levar, caso seja para outro bar está tudo bem, no caso contrário, manifesta-te!

7. Sintoma: Reflexo de caras a olhar para ti através da água.
Causa: Estás no lavatório a tentar ir ao grego.
Solução: Mete o dedo (Na garganta).

8. Sintoma: Ouves as pessoas a falar com um estranho eco.
Causa: Tens o copo na orelha.
Solução: Pára de te armar em parvo.

9. Sintoma: A discoteca mexe-se muito, toda a gente está vestida de branco e a música já começa a ser repetitiva.
Causa: Estás numa ambulância.
Solução: Não te mexas; possível coma alcoólico.

10. Sintoma: O teu pai parece chateado e os teus irmãos olham para ti como se não soubessem quem tu és.
Causa: Ups! Casa errada!!!
Solução: Pergunta se sabem onde fica a tua.

11. Sintoma: Um enorme foco de luz do disco quase te deixa cego.
Causa: Estás a arrochar no meio da rua e já amanheceu.
Solução: Café e uma boa sorna.

PS: Não guardes esta informação só para ti, partilha-a com os teus amigos,eles hão-de agradecer-te!
;-)

segunda-feira, dezembro 18, 2006

Stresses e Woody Allen.


Ontem e depois de mais uma ida ás compras que me deixou os pézitos e as costas de rastos, e mais umas 2 horitas a seguir, a embrulhar prendas (destesto ter que embrulhar prendas, mas detesto mais ainda estar nas filas para me embrulharem as ditas), decidi que tinha que dar folga ao corpo e ao espirito e fazer aquilo qur todos fazem nos finais de semana, descansar.
E nada melhor do que assistir a um filmezinho, já que ando com a parte do cinema (algo de que gosto muito), muito atrasada...
E como ando atrasada decidi desta vez me adiantar e ver um filme que só estreará no cinema, aqui em Portugal em Janeiro ehehehhe.
O último filme do meu realizador de eleição, Wood Allen, http://www.imdb.com/title/tt0457513/, mais uma comédia cheia de situações deliciosas, em que ele como de costume ironiza com a vida e com ele próprio. Aconselho todos a verem quando puderem, até porque participa este querido que está assim uma coisa, que até me faltam palavras para o descrever...:-)

sexta-feira, dezembro 15, 2006

quinta-feira, dezembro 14, 2006

Dúvida (não existencial, mas quase).

Quando sabemos que um homem nos está a mentir, seja ele amigo, namorado, possivel namorado (não interessa o estado civil) numa conversa o que se faz??
Confronta-se a pessoa com a verdade imediatamente, ou finge-se que se acredita na altura, esperando pela altura em que a pessoa entrará em contradição e ai se irá "espalhar ao comprido"??
Agradecem-se antecipamente as consultas de psicologia á borla...:-))))

terça-feira, dezembro 12, 2006

Carta a alguém...

...que nunca a virá a ler.

É nesta altura do Natal em que os valores familiares, a união, o estar junto com a familia supostamente deveriam ser os mais importantes (e digo isto, porque muitos outros maus valores se sebropoem por vezes) que mais sinto a tua falta...

- Sinto falta de me puxares pelas mãos e colocá-las junto com as tuas nos bolsos do teu casaco, porque era muuito friorenta e aí as conseguia aquecer, junto com as tuas...

- Sinto falta da tua presença á mesa da Consoada, e no dia quem faço anos...afinal eramos só 3, já tão poucos, e ficámos ainda muito pior...
Acho que desde o dia em que partiste nunca mais tivemos um Feliz Natal...

- Sinto falta de me mimares com tudo o que eu gostava mais, dávas-mes tudo o que te pedia, fosse ou não dispendioso; não interessavam as prendas em si, mas o amor que me tinhas. Sei que faço anos dia 25, portanto teria sempre o prazer de receber 2 prendinhas, mas tu fazias muito mais do que isso, enchias o sofá da sala de recordações (no dia 25), apesar de a mãe não querer porque a menina ficaria demasiado mimada :-).
Escondias tudo em sitios inimagináveis porque eu era muito curiosa e antes do dia já tinha encontrado as prendas todas.


- Sinto falta do teu apoio, do teu carinho...


Ás vezes de noite quando era mais novita sonhava que aparecias em casa e eu te perguntava "por onde andaste este tempo todo, que nunca mais te vimos?"
Onde estavas tu quando casei e tive que pedir a um familiar para me levar pela mão? Quando tirei a carta, e andava por aí cheia de medo, não conseguia conduzir sozinha e tive que pedir a um vizinho para me acompanhar no lugar ao lado?
Quando eu e a mãe chorámos sozinhas aqui, porque ela decobriu que sofria de um probelma de saúde grave?
Quando eu me separei, e vi o meu futuro se desmoronar???

Sei que me terias que deixar um dia, mas ás vezes (sei que não deveria), revolto-me com o destino, com o karma, com o futuro, não sei, com aquilo que fez com que tu, cheio de saúde e ainda relativamente jovem nos deixasses...tu, que tinhas tantos sonhos, tanto projecto por concretizar...


Sinto muito a tua falta, Pai, todo o ano mas mais do que nunca nesta altura do Natal...



P.S. Não costumo escrever de forma tão intimista, porque aqueles que me conhecem melhor sabem que não gosto de me expor nem aqui no Blog, nem pessoalmente, mas quando criei este blog tb o criei para desabafar e é isso que este post é...
Apenas isso...porque esta não é só uma época de festa, mas também de saudade, e de lembrança daqueles que mais amamos e que já cá não estão.

segunda-feira, dezembro 11, 2006

23 coisas que não se pode morrer sem saber.

1 - O nome completo do Pato Donald é Donald Fauntleroy Duck.

2 - Em 1997, as linhas aéreas americanas economizaram US$40.000
eliminando uma azeitona de cada salada.

3 - Uma girafa pode limpar suas próprias orelhas com a língua.

4 - Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos
que enterram nozes e não lembram onde eles as esconderam.

5 - Comer uma maçã é mais eficiente que tomar café para se manter
acordado.

6 - As formigas espreguiçam-se pela manhã quando acordam.

7 - As escovas de dentes azuis são mais usadas que as vermelhas.

8 - O porco é o único animal que se queima com o sol além do homem.

9 - Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo, é impossível tocá-lo com a
própria língua.

10 - Só um alimento não se deteriora: o mel.

11 - Os golfinhos dormem com os olhos abertos.

12 - Um terço de todos os gelados vendidos no mundo são de baunilha.

13 - As unhas das mãos crescem aproximadamente quatro vezes mais rápido
que as unhas dos pés.

14 - O olho da avestruz é maior do que o seu cérebro.

15 - Os destros vivem, em média, nove anos mais que os canhotos.

16 - O "quack" de um pato não produz eco, e ninguém sabe porquê.

17 - O músculo mais potente do corpo humano é a língua.

18 - É impossível espirrar com os olhos abertos.

19 - "J" é a única letra que não aparece na tabela periódica.

20 - Uma gota de óleo torna 25 litros de água imprópria para o consumo.

21 - Os chimpanzés e os golfinhos são os únicos animais capazes de se
reconhecer na frente de um espelho.

22 - Rir durante o dia faz com que você durma melhor à noite.

23 - 40% dos telespectadores do Jornal Nacional dão boa noite ao
jornalista
no final.


Curiosidade:
Aproximadamente 70 % das pessoas que lêem isto, tentam lamber o cotovelo!

Não adianta, não dá
Heheheheh

quinta-feira, dezembro 07, 2006

O dia mais dificil na vida de uma mulher.


Sempre ouvi dizer "ah, e tal, o dia mais dificil na vida de uma mulher, o mais complicado é o dia do nascimento de um filho".
Pois e apesar de nunca ter tido filhos ( e respeito quem diga isso) eu cá digo que não....
Para mim o dia mais dificil é aquele dia no ano (que se repete todos os anos), em que tomo a decisão de fazer a minha árvore natalícia, ah, pois é!
Ora vejamos:
Primeira tarefa (sim, que isto não é só colocar luzinhas e enrolar as fitas):
- Ir ao sotão para ir buscar os enumeros caixotes de panafrenália natacilia. (sim que sou uma mocinha fashion, e gosto de mudar a decoração de vez em quando) . Ora para ir lá acima, preciso de me colocar em cima do escadote, porque sou pequenina e como não existe mais ninguém cá em casa, há qe subir e descer do escadote (com o risco de ainda me "estampar"), várias vezes, para colocar as caixas do chão. Quando estou assim a modos com a neura, atiro directamente as caixas para o chão, porque como não tenho vizinhos por baixo, ninguém de certeza se vai importar.
Depois há que trazer as caixas para sala, onde se vai montar a obra-prima, não se pode trazer tudo de uma vez, há que fazer várias viagens, piquenas, que a maison é mto pequena, mas viagens na mesma.
Depois o abrir das caixitas, dar cabo de todo o trabalho que tive no ano anterior a fechar tudo como deve ser.
A seguir a confusão, espalha-se tudo pela sala.
Ahhhhhhhhhhh..mas antes, de tudo isto, bem antes, tem que se montar a dita árvore propriamente. Primeiro há que ter cuidado em retirar a árvore da caixa, a que tinha o ano passado estava tão justa, que eu puxava, puxava e nada, e ás tantas, puxava com tanta força que ia a caixa para um lado e a árvore para outro.
Depois, colocar os suportes, e depois puxar os ramitos, ajustá-los de maneira a dar a ideia que a árvore é maior do que na realidade é (sim, que não há dinheiro nem espaço na sala para coisas muito altas).
A esta altura do campeonato já começo já começo a ter o chão da sala suja, com coisas que vão caindo.
Mas voltando aos efeites...
Olho para tanta coisa, e estou ali meia hora a decidir o que vou colocar (resultado desta minha indecisão resulta da personalidade que tenho).
Depois há que racicionar o que vou colocar primeiro: já me aconteceu colocar fitas, bolas etc, primeiro que as luzes e depois chegar á triste contatação que tinha que desfazer tudo, para colocar as luzes!!!!!
Bem, mas vou continuando, até acabar tudo para descobrir no fim (muitas das vezes) que afinal calculei mal as distâncias, e o fio das luzes não consegue chegar á ficha da eletricidade; nessas alturas apetece-me mesmo é deitar a ávore pela janela fora, com enfeites, luzes, bolas e tudo mais!!
Bem, mas parece que cheguei ao fim.
Moral da historia:
- Sala mais bonita, luzinhas apagar e acender, mas muito mais suja e desorganizada ( e que me vai levar mais uma tarde a organizar, já fiquei cansada e ainda tenho muito para fazer)
- Sou muito prefeccionista e isso tenho que mudar (nova resolução de Ano Novo)
- E a constatação que o Natal é uma época muito bonitaaaaaaaaaa, mas para quem mora acompanhado.

terça-feira, dezembro 05, 2006

O que será melhor??


Pois é, acabou de sair um novo album destes meninos, Il Divo de seu nome, com o album intitulado, "Siempre"...

Mas nem sei, tenho aqui uma dúvida...

Não sei o que será melhor: a voz deles, a musica para sonhar, ou...enfim, eles em si...:-)))

Alguém me ajuda, dando a sua opinião..?? ;-)

Fora brincadeiras :-) o album é lindo, o costume para quem gosta de os ouvir, comprem!!

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Balanço do fim de semana.

Não, não me passou ainda a neura de todo (ás vezes há tretas que nos consomem e demoram a passar) mas pelo menos estou mais calma, digamos, que continuo a ver nuvens no céu, mas já não serão carregadas de preto mas sim, brancas. Isto para responder a alguém que me colocou a questão no post anterior...:-)

Agradeço desde já a todos pela simpatia demonstrada, no post anterior, pela forcinha ainda que virtual, enviada. Umas pessoas conheço, outras não, mas foram todos uns queridos. :-)

Mas voltando á frase que dá titulo a este post:

Pontos negativos:
- Fiquei sem Internet e telefone ao mesmo tempo (filhos da %#"?! da ONI, que só por me ter esquecido de pagar uma factura resolveram sem aviso prévio deixarem-me á mingua num fim de semana grande)
- Fiquei sem carro no Domingo, exactamente antes de ter que sair para uma coisa que tinha combinado, porque como sou uma grande distraida, deixei a luz acesa lá dentro, varios dias, e quando lá cheguei prontinha para arrancar, não tinha bateria!!!!!

Pontos positivos:
-Na sexta á noite, fui para o Dancing, com os amigos do costume e ao sitio do costume, o Havana, abanar o esqueleto ao som de Salsas, Kizombas e mais tarde musica comercial.
- No Domingo, café e lanchinho, com três meninas que fazem parte aqui do meu cantinho dos blogs, uma delas não a conhecia (Muito prazer menina, M. :-), onde descontraí, rindo de mim e dos outros, numa conversa muito agradável...:-)
Meninas, temos que repetir, quem sabe um almoçinho da próxima??? ;-)

Bem, chegado ao dia de hoje, e depois de ontem ter desembolsado uma pipa de massa, para a bateria, troca de óleos e estas coisitas que os bólides vão precisando, acho que o meu final de semana (e apesar de alguma tristeza, neura e etc, etc) nem foi mau de todo...